Os infortúnios dos blocos econômicos

O influxo de mão-de-obra estrangeira, amplamente vivido em países desenvolvidos, potencializado pela integração em Blocos Econômicos, começa a ser vivido aqui, no Brasil.

Um estrangeiro, ainda que advindo do Mercosul, tem direito a passar 90 dias no país, como turista. A partir de então, se quiser prolongar sua estadia, e principalmente, se desejar desempenhar quaisquer atividades remuneradas, este deve retornar ao seu país de origem e pedir visto de residência no Brasil, e somente então, entrar novamente em terras brasileiras. No entanto, nem sempre é assim.

A reportagem do Estadão reporta a situação de empregadas domésticas vindas do Paraguai, por diversas vezes em situação ilegal. O Brasil, enquanto país emergente, já começa a lidar com situações sociais de países desenvolvidos, por tantas vezes alvo de emigrantes errantes, à procura de uma melhor condição de vida, ou de uma simples chance de fazer tudo diferente.

Anúncios