Reajuste de 13,6% em salário Mínimo

É isso aí, a Miriam Belchior confirmou reajuste de salário mínimo para R$612,21 para 2012, reajuste de 13,6%.
E ainda tem gente que acredita nos índices de inflação do governo, de pouco mais de 6% aa. É bem mais razoável acreditar no IGP-M, calculado pela Fundação Getúlio Vargas, onde cálculos recentes apontaram até 12%aa. Há quem diga que isto é um exagero por parte dos pesquisadores da FGV, e principalmente questionam o peso do preço do barril de petróleo no cálculo do IGP-M, mas a verdade é que, em um país de extensão territorial como o nosso, sem outro meio de transporte senão rodovias, a logística, e por conseqüência o petróleo, é fator de extrema importância neste cálculo.
Questão mais difícil do que esta, é a falta de percepção do cidadão comum com relação a aumentos nominais vs. aumentos reais no salário, e o anúncio do aumento do salário mínimo será suficiente para que já hoje se crie uma pressão de demanda superior a que já se tinha. Vivemos hoje no Brasil claramente um processo inflacionário de demanda, que sobrepõe a oferta mesmo quando há investimento em capacidade instalada. Com este anúncio, fica bem claro que a pressão de demanda será ainda maior, mesmo com o ajuste estar previsto somente para o ano que vêm.

Nessas horas a gente pensa: Se até a gente vê isso, não é possível que o governo é inocente a ponto de não perceber que ele está fazendo besteira.

O pior é que vê, mas este é o custo que todos pagamos por ter escolhido um governo populista, porque quem terá seu salário aumentado e não sabe fazer conta, com certeza agora está muito satisfeito com a escolha que fez nas urnas em 2010.