A Pedagogia vence mais uma vez

Eumtenho uma turma de inglês,  nível básico, com idade entre 11 e 13 anos de idade. Eles são brilhantes, mas extremamente agitados e com personalidade forte, um verdadeiro desafio, eu posso dizer.  Eu assumi a turma há alguns meses, e desde então meu maior desafio não tem sido ensinar a língua, e sim romper com o modelo no qual estão acostumados. Por serem muito agitados, os demais professores costumam lançar mão de doces para acalmá-los e incentivá-los, porém,  o que era novidade e recurso se tornou regra, e portanto inócua.  Os meninos só ficavam quietos se tivesse doce envolvido, e eu não estava disposta a ser vencido pelo esquadrão teen. Eu disse que eles iam ficar quietos porque eu mereço respeito, e não por causa de doce, mas que vez por outra, eu daria doce sim. A dinâmica continuava, os demais professores com os doces e eu sem, construindo com eles pouco a pouco a confiança e a alavancagem necessária para o aprendizado.
Hoje, eu tive uma grande surpresa,  que confesso que nem esperava. Fiz uma competição para revisão da matéria,  que eles se esforçaram e deram seu melhor. No final, olharam para mim esperançosos, e perguntaram: “Qual o nosso prêmio?” Eu contive o sorriso, pensando que havia sido assombrada mais uma vez pelos doces fantasmas,  e disse seriamente “um abraço”. Para minha surpresa, a resposta foi “que legal, o outro professor só dá chocolate.”
As lições de vida estão em todo lugar, mas somente os atentos vão notar. Hoje aprendi duas lições importantes:

1) As grandes vitórias são conquistadas um dia de cada vez. A paciência e o foco são indispensáveis.
2) Nunca menospreze o valor de um abraço.

Anúncios