Ando devagar porque já tive pressa…

Ja ouvi esta música muitas vezes, e assim como boa parte das coisas que escuto, ou leio, ela vai adquirindo novo significado, novos sentidos, anteriormente negligenciados, ou que simplesmente passaram desapercebidos. Como isso é possível,  se a música e a letra continuam as mesmas?
Ler e interpretar algo não requer apenas o domínio do código, do idioma em que esta foi escrita.  Você lê com tudo o que você é, com suas experiências,  seus gostos,  suas características.  Um Texto faz ou não sentido para você a partir do momento que a mensagem comunicada está em sintonia com seu ser.
O exercício da empatia, se colocar no lugar do outro,  é para tornar possível a expansão de seu universo de comunicação,  e isso abre por si só um mundo de possibilidades.
Heráclito disse uma vez:

Não se entra duas vezes no mesmo Rio.

Eu digo que não se lê o mesmo texto duas vezes,  pois ainda que sejam leituras consecutivas, você já é uma pessoa diferente após tê-lo lido uma vez.

image

Anúncios