Se é isso que ganha voto…

Hoje eu passei algumas hora reassistindo todos os debates do 2º turno entre Aécio Neves e Dilma Rousseff. Apesar de estar longe de casa e não poder votar nestas eleições, quero estar sempre inteirada dos rumos que toma nossa pátria, e confesso que o que eu senti foi pura vergonha. Vergonha de assistir dois candidatos à presidência da República incapazes de falar corretamente a nossa língua materna, vergonha da troca de facadas entre os dois, se acusando ao invés de fazer proposta, vergonha da falta de alinhamento entre as propostas que cada um apresenta. Promessas vazias, onde muitas vezes coisas excludentes são apresentadas simultaneamente como proposta de governo, e num tem um economista para bater na mesa e falar: Tá Errado! Isso num funciona assim!
Mas para mim, a gota d’água foi escutar a nossa atual presidente sugerir a uma economista, minha colega de profissão, se qualificar no senai.

Que palhaçada é essa? Que ela não acha que educação em Economia é importante eu já sabia, porque quando eu estava procurando bolsa para fazer o meu PhD em Economia, eu tentei o Ciências Sem Fronteiras e simplesmente não tem verba para Economia. Eu apresentei uma proposta de pesquisa para o Pré-sal, que ela vive enchendo o peito para falar a todo momento, mas que até o momento não gerou nada além de especulação para a nossa Economia. Mas ela não vê importância nisso, ainda que ela se diga Economista. Eu consegui a minha bolsa para o PhD, que é pago não pelo nosso governo, mas sim pelo governo dos Estados Unidos, que acham que minha educação vale a pena.
Aí chega na hora de discutir previdência social, (eu tentei achar o trecho cortado mas não encontrei, então coloquei o debate todo aqui)

Uma Caça-Talentos, alguém que literalmente trabalha com RH, que aparentemente entende mais de economia do que os candidatos, expõe uma das grandes preocupações com o envelhecimento da nossa população e essa estrutura falida e quebrada que é nossa previdência social…e os dois falam, falam, e não dizem NADA! Presidente Dilma, com todo o respeito que eu devo a qualquer Ser Humano, como assim vai continuar do jeito que está hoje? A força de trabalho vai diminuir, o número de pessoas para receber vai aumentar, e hoje que a situação é inversa já não tem dinheiro. Como você pretende fazer isso? Se a pessoa que fez a perguntar tivesse dinheiro a réplica, certeza que ela ia te falar que você não sabe do que está falando. Cadê a previdência privada? É só isso que pode salvar esse desastre por acontecer.
Mas fica melhor, porque a Dilma fica falando que o FHC não investiu no social, sendo que ele estava apagando o incêndio das duas décadas de hyper inflação que o Brasil viveu. Todo mundo que entende um pouquinho de economia sabe que existe um trade off entre inflação e crescimento. Mas o PT, nesses 12 anos de governo, conseguiu a coisa mais incrível desde 1985 – Inflação alta e crescimento zero! Basicamente, nós estamos pagando o preço do crescimento sem crescer. Desde que o Tombini assumiu a presidência do Banco Central que ele está brincando com nossa taxa de Juros.

Brasil, eu queria ir às urnas amanhã, para tal como vocês farão, escolher o candidato menos inconsistente. Eu só espero que daqui à alguns anos eu veja uma história diferente desta que vejo hoje, veja discursos políticos que signifiquem algo ao invés de ideologias baratas de filosofia de boteco, e que as propostas sejam sérias, paupáveis, e realizáveis….mas já que é isso que ganha voto….é isso que o povo terá.